Setor Metalúrgico em 2021

 In Sem categoria

Em janeiro deste ano, o presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Criciúma (Sindimetal), José Carlos Sprícigo falou que acredita que 2021 seja um ano positivo para o nosso setor devido ao crescimento do PIB de até 3% (Fonte: www.portallitoralsul.com.br). Isso traz esperanças já que o setor foi muito afetado com o lockdown.

Ano passado, o portal da Revista Veja fez uma matéria colocando o setor metalúrgico como o que mais realizou acordos coletivos, com redução de jornada e salários. “Segundo o Salariômetro, dos 950 acordos ou convenções coletivas realizados, 15,9% foram feitos pela indústria metalúrgica. Em seguida, vem o setor de transportes (15,2%), comércio (12,4%) e bares e restaurantes (11,9%), indústria química (6%) e confecções (5%)”.

Mas, ainda em 2020, o setor já demonstrou sua recuperação. Segundo pesquisa na CNI (Confederação Nacional da Indústria), realizada em novembro de 2020, o segmento metalomecânico brasileiro estava em franca expansão. Na pesquisa, 7 a cada 10 empresas já havia retomado o mesmo nível de produção de antes do Covid-19.

A pandemia trouxe um novo olhar, após o setor se recuperar, como aquisição de máquinas e equipamentos, um novo jeito de fazer gestão, uma nova forma de administrar a produção. O empresário precisou se reinventar, reaprender!

Outra lição que a pandemia trouxe foi não depender apenas de um ou dois fornecedores ou clientes. “Ficou claro que não podemos produzir tudo, mas também não podemos depender de um ou dois fornecedores nem de um ou dois clientes” – Robson Braga de Andrade (Presidente da CNI).

De acordo com a notícia do mês de julho/2021 da Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração (ABM Brasil) o consumo de aço na América Latina cresceu 27,9% nos primeiros quatro meses de 2021 em relação ao mesmo período de 2020. Foram 25,1 milhões de toneladas consumidas. Números que demonstram o crescimento desta indústria e que aumenta o otimismo de todos.

“Na MMC o que ficou evidente é que o trabalho em equipe faz toda a diferença, nos desafiamos e conquistamos resultados excelentes. Estratégias como aumento do estoque, redução de custos (aumentando nossa geração de caixa), conquista de novos clientes e muito foco e investimento em qualidade. Isso nos fez crescer e nos consolidarmos ainda mais com nossos clientes”.

(Mateus Pacheco – Diretor MMC)

A verdade é que essa crise, diferente de todas, faz com que as empresas fiquem ainda mais alertas sobre cada período e o que vem ocorrendo no Brasil e no mundo. “Vivemos uma crise sanitária com consequências significativas nas relações socioeconômicas. A única certeza que temos é que as ações e os direcionamentos de todos os agentes econômicos (investidores, empresas, empregados, consumidores e setor público) estão diretamente relacionados aos resultados das ações governamentais de combate à Covid-19 em todo o mundo”. (www2.deloitte.com/br)

Para nós, da MMC Metalúrgica, é importante continuar investindo tanto em máquinas, como conhecimento e em pessoas que façam a diferença. Entregar qualidade com agilidade, buscar soluções que ajudem os clientes na produtividade de seus negócios exige maior preparo do que nunca!

Acompanhe a gente no Instagram @mmcmetalurgica

Últimas Notícias

Start typing and press Enter to search